Neste sábado na Ímã!!!

João Roberto Ripper abrirá sua exposição IMAGENS HUMANAS, juntamente à exposição CARTOLA, de João Bittar.
Neste sábado, 9 de abril aqui na Ímã!

Ripper:“Ao longo dos últimos 36 anos acredito ter desenvolvido uma linguagem autoral própria, marcada pela proximidade com o fotografado. Uma fotografia que é, em parte, uma extensão da minha personalidade, sem deixar de ser o reflexo daqueles que, assim como eu, envolvem-se em malabarismos econômicos de toda ordem, para sobreviver com dignidade”.
Sua fotografia destaca a dignidade das pessoas.


foto de Ripper.

IMAGENS HUMANAS:

As imagens retratam as ligas camponesas, os povos indígenas e o trabalho escravo no Brasil, e foram produzidas principalmente entre 1991 e 2004.
No mais, como boas obras, falam por si mesmas.

CARTOLA:

João Bittar traz à Galeria Ímã algo inesperado: seis fotografias inéditas de Cartola!
O velho sambista no camarim. Mostrado de jeitos novos.

Venha visitar!

Anúncios

Exposição Imagens Humanas, de João Roberto Ripper.

“Ao longo dos últimos 36 anos acredito ter desenvolvido uma linguagem autoral própria, marcada pela proximidade com o fotografado. Uma fotografia que é, em parte, uma extensão da minha personalidade, sem deixar de ser o reflexo daqueles que, assim como eu, envolvem-se em malabarismos econômicos de toda ordem, para sobreviver com dignidade”. São as palavras de Ripper.
Sua fotografia destaca a dignidade de pessoas que vivem em situações extremas.

A partir do dia 9 de Abril na Ímã Foto Galeria!
Venha visitar!
Rua Fradique Coutinho, 1239. São Paulo-SP.

Workshop de FotoArte na Imã Fotogaleria com Avani Stein

O Workshop de Foto Arte com Avani Stein já está com data marcada! Ele ocorrerá nos dias 09, 10 e 11 de dezembro no espaço da Ímã Foto Galeria. Nos dias 09 e 10 (quinta e sexta) será das 20h às 22h30. No dia 11 (sábado) das 10:00h às 13:00h (com uma hora para almoço) e das 14:00h às 18:00h.

O  projeto/oficina visa possibilitar ao seu público alvo um espaço de reflexão e produção de imagens diferenciadas no universo da fotografia, utilizando técnicas alternativas de fácil execução e com materiais acessíveis, intervindo criativamente sobre o universo fotográfico. 

Estamos a todo o momento absorvendo, produzindo, consumindo e descartando imagens . De uma forma passiva, no mais das vezes, participamos de um jogo em que o mundo visual vale apenas por sua efemeridade: porque re-elaborar as imagens recebidas se o fluxo de informação é contínuo e abundante?  No contrafluxo desta tendência contemporânea o Workshop de FotoARTE se propõe a originar um espaço de criação onde o mero consumidor se transforma em produtor/ pensador de imagens, reciclando cópias fotográficas comuns, intervindo diretamente na imagem final. É também num mundo cada vez mais dominado pelo universo digital e hipermediadas que um contato direto com a matéria, resgatando o fazer manual e a simplicidade do desenho, reacendem o olhar crítico sobre essa era da velocidade e do desperdício. 

Além disso,  o workshop traz uma boa oportunidade para criar presentes de natal através da manipulação dos seus próprios registros fotográficos, dando um caráter mais pessoal e especial ao seu presente.

Foto: Avani Stein

A fotógrafa Avani Stein (Porto Alegre RS 1941 formou-se pela Faculdade de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre (RS), em 1972, passando a se dedicar ao fotojornalismo em seguida. Radicou-se em São Paulo (SP), onde colaborou inicialmente com a Folha de S.Paulo, entre 1984 e 1986; e depois com as revistas IstoÉ, entre 1986 e 1988; e Globo Rural, entre 1989 e 1993, passando a trabalhar de forma independente nos anos 90. Motivada pelo estudo da pintura, passou, a partir de meados da década de 90, a sobrepor elementos criptográficos às suas composições fotográficas. Seu trabalho faz parte do acervo da Prefeitura de São Paulo.

Confira algumasde suas imagens no site da galeria  http://www.imafotogaleria.com.br/galeria/fotografo.php?cdFotografo=110

Confira também o video da fotógrafa e artista plástica, Avani Stein, falando sobre a proposta do Workshop de Foto Arte que acontece, nos dias 09, 10 e 11 de dezembro na Imã  http://www.youtube.com/watch?v=W1OXBugiD48

A fotografia perdida de Vivian Maier

Uma mulher socialista, feminista e apaixonada pelo cinema europeu foi descoberta pelo fotógrafo documental John Maloof, que atualmente trabalha no arquivamento das imagens de Vivian Maier, ainda misteriosa quanto suas informações.

Vivian nasceu no dia 1 de fevereiro de 1926 e faleceu em abril de 2009. Foi nessa mesma época que Maloof descobriu suas fotos em um leilão de móveis de antiguidades em Chicago, onde residiu a maior parte de sua vida. Foram mais de 100.00 negativos de médio formato e toneladas de rolos subdesenvolvidos.

Seu trabalho percorre cerca de 30 anos na história, e mostra Chicago dos anos 50. Existem muitas fotografias de crianças na praia, o que fez Maloof descobrir que ela foi babá de uma família do norte de Chicago.

Seus negativos ficavam em uma sala de armazenamento, e pela falta de dinheiro para pagar o aluguel, a empresa colocou seus pertences em um leilão. Não compartilhou seu trabalho documental com ninguém, porém nunca tirava a câmera do pescoço.

Aprendeu a falar inglês com o teatro, e trabalhou como balconista em uma loja de doces de Nova York, nos anos 30. Tinha uma personalidade de “poucos amigos”, vestindo-se com trajes masculinos e chapéus enormes. Nos anos 90, desempregada e sem moradia, foi apoiada financeiramente pelos meninos que tinha trabalhado na casa anos antes.

Maloof, ao encontrar as fotos, se apaixonou pelo seu trabalho, e depois de muita pesquisa, descobriu seu nome escrito em um papel de laboratório. Tentou procurá-la ainda viva, mas estava muito doente. Logo após seu falecimento, sua busca levou-o a Câmara Central da Empresa, no centro de Chicago, uma loja estabelecida no final do século XIX, e de acordo com os funcionários, ela era auto-suficiente, e sabia exatamente o que queria.

Inspirado pelo trabalho de Vivian, compartilha fotos de informações em seu blog (http://vivianmaier.blogspot.com/), e pretende publicar um livro do trabalho desse exemplo de poder criativo e silencioso.

*Todas as fotos são de autoria de Vivian Maier.

Workshop de Foto Arte com Avani Stein

Workshop de Foto Arte com Avani Stein já está com data marcada! Ele ocorrerá nos dias 17, 18 e 19 de junho no espaço da Ímã Foto Galeria. Nos dias 17 e 18 (quinta e sexta) será das 20h às 22h30. No dia 19 (sábado) das 10:00h às 13:00h (com uma hora para almoço) e das 14:00h às 18:00h.

Justificativa/Objetivo

Workshop de FotoARTE é um projeto/oficina que visa possibilitar ao seu público alvo um espaço de reflexão e produção de imagens diferenciadas no universo da fotografia, utilizando técnicas alternativas de fácil execução e com materiais acessíveis, intervindo criativamente sobre o universo fotográfico.

Estamos a todo o momento absorvendo, produzindo, consumindo e descartando imagens . De uma forma passiva, no mais das vezes, participamos de um jogo em que o mundo visual vale apenas por sua efemeridade: porque re-elaborar as imagens recebidas se o fluxo de informação é contínuo e abundante?

No contrafluxo desta tendência contemporânea o Workshop de FotoARTE se propõe a originar um espaço de criação onde o mero consumidor se transforma em produtor/ pensador de imagens, reciclando cópias fotográficas comuns.

É também num mundo cada vez mais dominado pelo universo digital e hipermediadas que um contato direto com a matéria, resgatando o fazer manual e a simplicidade do desenho, reacendem o olhar crítico sobre essa era da velocidade e do desperdício.

Técnica de intervenção:

– Com estiletes pregos, lixas e outros
– Com toque de tinta: acrílico, guache, nanquim
– Processos de abrasão
– Criando efeitos pictóricos

Cronograma

– Exposição básica das propostas e técnicas, projeção de slides, histórico da pesquisa.
– Entrega de lista de material.
– Pintando fotos
– Produzir ferramentas e riscar
– Abrasão e colagens
– Usando todas técnicas ao mesmo tempo

Bio de Avani Stein

Avani Maenfeld (Porto Alegre RS 1941). Fotógrafa. Formou-se pela Faculdade de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre (RS), em 1972, passando a se dedicar ao fotojornalismo em seguida. Radicou-se em São Paulo (SP), onde colaborou inicialmente com a Folha de S.Paulo, entre 1984 e 1986; e depois com as revistas IstoÉ, entre 1986 e 1988; e Globo Rural, entre 1989 e 1993, passando a trabalhar de forma independente nos anos 90. Motivada pelo estudo da pintura, passou, a partir de meados da década de 90, a sobrepor elementos criptográficos às suas composições fotográficas. Seu trabalho faz parte do acervo da Prefeitura de São Paulo.

CURRÍCULO

Graduada em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica – PUC/RS -1975.

REPÓRTER FOTOGRÁFICA

PUBLICAÇÕES: Revistas: Isto É, Veja, Globo Rural, Status, Shalom, Brasil Transportes e Revista D&D – Editora Abril, Editora Globo. Jornais: Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Jornal Acrópole, Shopping News, News Week, Pasquim, Movimento, Versus.

REPORTAGENS ESPECIAIS: Revolução Sandinista – Nicarágua, 1979; Acidente Atômico Three Mile Island – USA-1979; Visita do Papa – New York, 1978; Vista de Fidel Castro – New York, 1978; Terremoto na Guatemala – 1976.

LIVROS – capas: Arquitetura, Cidade e Natureza – IAB/SP; Eco-92 – Editora Globo; Pérez Aguirre –capa e miolo – Editora Vozes; Nicarágua: A Revolução das Crianças, Caco Barcellos – capa e miolo – Mercado Aberto.

EXPOSIÇÕES:
Individuais: DA JANELA – Aliança Francesa, São Paulo, 1994; DE CARA – Galeria da Consolação, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, 1994.
Coletivas: Agência Angular – Casa Fuji, 1993; Mês Internacional da Fotografia – SESC-Pompéia, 1993; Fotógrafos – Folha de S. Paulo, 1985; Mostra São Paulo Arte – MIS, 1983; Terremoto da Guatemala – Sindicato dos Jornalistas, 1977; Terremoto da Guatemala – Jornal Versus, 1976.

FOTOARTE
Trabalha com criação de fotoarte desde 1995.

EXPOSIÇÕES:
Individuais: MICHMASH – Teatro São Pedro, Porto Alegre, julho/1998) e Museu da Imagem e do Som – MIS, São Paulo, fevereiro/1999. CASA-COR ESCRITÓRIOS e VIP Diners Club, Porto Alegre. BALEIA-FRANCA – Garopaba – SC, outubro/1999; MICHMASH – fotos feridas e sonhos imaginados – João Pessoa/2004.

Coletivas: TRIBUTO A PORTO ALEGRE – White Gallery; Bienal de Curitiba – 1998; Gaúchos na Bienal – Usina do Gasômetro, Porto Alegre, fevereiro/1999; BALEIAS NO QUINTAL – Porto Alegre, março/2000; UMA VIAGEM DE 450 ANOS – Sesc São Paulo/2004; CIDADE DAS MULHERES – São Paulo/2004; AMANTES DA FOTOGRAFIA – São Paulo/2004.

Retratos Manipulados: Lúcio Costa, Pietro Maria Bardi, Anita Bauminger, Aldo Lins e Silva, Julio César Pisa Toledo, Arnaldo Jabor, Dalai Lama, Fernando Henrique Cardoso, Fernanda Montenegro, Oscar Freire, Silvana Mattar.

• Postais e Cartões: Igreja Dominicana – São Paulo, 1996.
• Publicação de matéria especial na revista PAPPARAZZI – abril/1998.
• Cartaz da 4º Bienal Internacional de Arquitetura – São Paulo/2000.
• Selo Comemorativo do Centenário de Pietro Maria Bardi – Masp/2000
• Exposição Coletiva dos Cinco Elementos – Casa das Rosas/2000
• PIRELLI-MASP – Catálogo e Exposição na Galeria do MASSP/2001
• Exposição Individual – Interferência, Paisagem Urbana – MIS / 2005/2006
• Coleção Pirelli/Masp de Fotografias – Porto Alegre / 2006
• A partir de 2003, inicia trabalho de curadoria e professora na Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – AEAUsp.

Conheça o trabalho de Avani Stein em nossa galeria. – clique aqui

Serviço

WORKSHOP DE FOTO ARTE COM AVANI STEIN
Data: 17, 18 e 19 de junho
Horário 17 de junho, quinta-feira (das 20:00h às 22h30), 18 de junho, sexta-feira (das 20:00h às 22:30) e sábado, dia 19 de junho, das 10:00h às 13:00h (com uma hora para almoço) e das 14:00h às 18:00h.
Valor: R$ 400,00
Pré-requisito:: sem pré-requisitos.
Público Alvo: Geral
Vagas: 20
Inscrições e informações: (11) 3816-1290 / 2594-3687
Mais informações por e-mail:
ima@imafotogaleria.com.br

FOTO DO DIA 15/04 Klaus Mitteldorf/Ímã Foto Galeria


 

Foto feita por Klaus Mitteldorf da modelo Ana Paula Arósio. Com esta fotografia Klaus ganhou, no ano de 2008, o prêmio de 3 ° colocado, na Bienal Internacional de Arte de Roma.

O fotógrafo paulistano Klaus Mitteldorf, se formou em arquitetura, porém nos anos 70 sua “praia” já era fotografar campeonatos de surf. E foi assim que começou a atuar nesta área “A minha fotografia nasceu mesmo inspirada pelo surf e no mundo dos anos 70. Ubatuba foi meu estúdio durante vários anos – e ainda continua sendo. Adoro o verde da mata e o cheiro do mar”, diz Klaus. Arquiteto de formação tem na essência de seu trabalho fotográfico a busca pelas formas perfeitas. Contestador provoca as pessoas com uma estética de composição por contrastes de elementos, de formas e de cores.

Nos anos 80 especializou-se em Fotografia e Cinema de Moda e Publicidade, fotografando para diversas revistas nacionais e internacionais, entre elas: Vogue, Elle, e Playboy, na Europa e no Brasil. Na publicidade trabalha com todas as grandes agências brasileiras e européias, desde 1982: DPZ, Almap BBDO, Lew Lara, J. W. Thompson, Lowe Worldwide, Mc Cann Ericsson, BBDO Hamburg e Young & Rubicam Frankfurt são algumas delas. Em 2002, Klaus foi o primeiro colocado no Prêmio Fundação Conrado Wessel de Fotografia em São Paulo, o maior prêmio já concedido a fotógrafos no Brasil. Foi premiado também no Nikon Photo Contest International em 1980, 1982 e 1986. Em janeiro de 2008, Klaus foi o terceiro colocado da Bienal de Arte de Roma; e em Março, deste ano, Klaus ganhou o Grande Premio do Festival Internacional de Fotografia de Higashikawa, no Japão, com as exposições “O Ultimo Grito” e “Introvisão”. Atualmente, Klaus vive e trabalha em São Paulo.

HOMENAGEM A KLAUS VIDEO FEITA EM 2006 PARA O DIA DO SURF

Para que vocês entrem um pouco na rotina de Klaus Mitteldorf, oferecemos aqui no blog uma lista de livros publicados e uma série de vídeos, feita por artistas plásticos convidados pela revista Época Negócios para fazerem suas versões sobre os bastidores das fotos que Klaus Mitteldorf fez de Alexandre Hohagen, presidente do Google no Brasil. Vejam o fotógrafo com a sua Nikon FM2 durante os CLIKS e entrem no site www.alltv.com.br

 

Vídeo com fotografias de Klaus Mitteldorf:

Das inúmeras exposições que fez, vale destacar:

NORAMI, 1989, na Galeria São Paulo, São Paulo;

O ÚLTIMO GRITO,1998,  na Pinacoteca do Estado de São Paulo;

KATHARSIS, 2001, na Estação Clinicas, Metro de São Paulo;

INTROVISÃO, 2006, Pinacoteca do Estado de São  Paulo

Klaus é autor de vários livros de distribuição internacional:

NORAMI, 1989 , Rotovision / Geneve / Watson Guptill / New York ;

KLAUS MITTELDOR PHOTOGRAPHS, 1992, Art Fórum / Frankfurt;

KLAUS MITTELDORF / NIKE INTERNATIONAL NUDE PHOTOGRAPH,

1995, München;

THE LAST CRY, 1998, Terra Virgem Editora / São Paulo;

KATHARSIS, 2001, Editora DBA / São Paulo;

COLEÇÃO SENAC DE FOTOGRAFIA 9 / KLAUS MITTELDORF , 2006,

Editora SENAC / São Paulo;

MERMAIDS, 2006, parceria com Sven  Hoffman , Gingko Press / California; ALMAQUATICA, parceria com David Carson  e Sidney Tenucci , 2006 ,

Editora Terra Virgem  / São Paulo;

INTROVISÃO, 2006 , Cosac & Naify / São Paulo.

Rico Venerito expõe projeto – QUINTAO

Foto de Rico Venerito

O fotógrafo e artista plástico autodidata Ricardo Venerito, mais conhecido como Rico, apresenta seu projeto Q U I N T A O – uma obra a partir de pesquisas sobre as plantas espontâneas, propondo uma visão mais atenta aos mecanismos de equilíbrio da Natureza. Dia 17 de abril, às 16h na Matilha Cultural vai acontecer a abertura da exposição – QUINTAO. Rico apresentará 27 fotografias de plantas espontâneas; além de apresentar também às 17h, um vídeo-documentário feito a partir de 11 entrevistas com profissionais das áreas da saúde integral, agricultura natural, psicanálise, artes-plásticas, eco-educação, terapias holísticas, permacultura e Taoísmo, relatando suas experiências na Natureza.A obra do fotógrafo foi concebida a partir de reflexões sobre o Taoísmo, filosofia chinesa, e pesquisas sobre plantas espontâneas e saúde integral.

VEJA O VÍDEO PRODUZIDO PELA ÍMÃ FOTO GALERIA DO PROJETO QUINTAO de  Rico Venerito


Durante seis meses, Rico deixou o jardim de sua casa sem manejo algum, o que resultou no aparecimento e crescimento de inúmeras plantas espontâneas. Todas essas mudanças foram registradas pelas lentes de Rico e formam a exposição de fotos Q U I N T A O.“Essas plantas são espontâneas porque ninguém, ‘conscientemente’, as plantou, na verdade, essas plantas são importantes sinalizadores. Indicam as deficiências de elementos e possíveis formas de correção do solo onde nascem”, explica Rico Venerito.

Além das fotos, o artista produziu um vídeo-documentário feito a partir de 11 entrevistas com profissionais das áreas da saúde integral, agricultura natural, psicanálise, artes-plásticas, eco-educação, terapias holísticas, permacultura e Taoísmo, relatando suas experiências na Natureza. Os entrevistados sãos: Peter Webb, Wagner Canalonga,Clotilde Bassetto, Roberto Otsu, Rúbens Matuck,Rita Mendonça, Chris Belfort, Mauro Tarandach, Valcapelli,Marsha Hanzi e George Kharlakian Júnior. O documentário será exibido na sala de cinema da Matilha, no sábado, dia 17, as 17h.

Ainda no projeto Q U I N T A O, acontecerá duas palestras ligadas ao assunto: “Aos olhos do Tao”, ministrada por Wagner Canalonga, Sacerdote Regente da Sociedade Taoísta do Brasil em SP e psicólogo acupunturista; e “Lições da Natureza”, ministrada por Roberto Otsu, consultor e professor de I Ching e Taoísmo. As duas palestras acontecem no último dia do projeto Q U I N T A O, 1º de maio, as 15h e as 17h.
Q U I N T A O é um trabalho de observação da Natureza, e fica disponível ao público na Matilha Cultural até o dia 1º de maio.

Foto de Rico Venerito

Sobre Rico Venerito:
Paulistano, nasceu no dia 06 de agosto de 1974. Logo cedo aprendeu com seu pai, Michele Venerito, as artes da marcenaria, participando ao longo dos anos de diversos cursos e oficinas dedicados à construção de instrumentos musicais. Em 1992, concluiu seu curso de fotografia. Artista plástico autodidata e músico, Rico se dedica aos estudos da música clássica indiana desde 1994.

Para saber mais sobre o trabalho de Rico Venerito acesse o site: http://www.quintaorico.com.br/

Assista também o trailler do documentário-  QUINTAO:

http://www.youtube.com/watch?v=PUTAxBr4IRM&feature=player_embedded#!

EXPOSIÇÃO – QUINTAO de Rico Venerito

Abertura: Sábado, dia 17 de abril às 16h. Exibição do documentário, às 17h

Onde: Matilha Cultural – Rua Rego Freitas 542- São Paulo
Tel.: (11) 3256-2636

Exposição: Do dia 17 de abril ao dia 1º de maio de terça à sábado das 12h às 20h Palestras: dia 1º de maio. 15h (“Aos olhos do Tao”, ministrada por Wagner Canalonga) e 17h (“Lições da Natureza”, ministrada por Roberto Otsu).Entrada livre e gratuita, inclusive para cães.

Apoio: Ímã Foto Galeria, Matilha Cultural, Sociedade Taoísta do Brasil, Gasolina Filmes e PMC